RECEBA AS NOVIDADES DO BLOG EM PRIMEIRA MÃO!

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Carnaval, outros feriados e... Motos, logicamente! O que isso tem a ver?

For english version, click HERE

O que o carnaval e outras datas festivas tem a ver ccomo moto? Muito!

Motos e Carnaval ou outros feriados é indicativo de umn sinal só: vermelho. Sim. Sinal vermelho! 

Ligue todos os seus sentidos. Se puder evitar sair de moto nos horários mais críticos (amanhecer e anoitecer), prefira. 

Por alguma razão que eu particularmente desconheço, muitas pessoas exageram na dose de álcool e farra nos períodos festivos, sendo o carnaval um dos piores momentos.  E o problema, normalmente, não é você, e sim os outros. Até porque não vou estar falando para motoqueiros que tomam umas e outras e saem de moto transloucadamente. Porque isso, de meu ponto de vista é uma coisa só: suicídio.

Acontece que estatísticas apontam que 50% (sim! Cinquenta por cento!) das vítimas fatais de acidentes de trânsito estavam embriagadas!!! Por Deus! Isso é número muito alto!!! Pois ainda há que se considerar os que foram mortos por bêbados inconsequentes e assassinos.

Sempre digo que quando estamos em cima de uma moto, muitas vezes temos de nos preocupar mais como os outros dirigem de que como nós pilotamos. Até porque, se fizermos "besteira", isso é responsabilidade única e exclusiva nossa. Já quanto aos outros motoristas...

Como se precaver, afinal? 

A dica é uma só. Preste atenção aos pneus!!! Sim! Aos pneus!!! Se eles estão "dançando" à sua frente, se o motorista não consegue manter uma linha extremamente reta, desconfie e se afaste! Pare em um posto, ultrapasse-o quando com pista livre e mantenha-se muito à frente dele, faça o que for necessário para "perdê-lo de vista". Com isso você já consegue evitar 50% dos acidentes na estrada. Os outros 50% você evita olhando os carros que vê lá à frente, principalmente em casos de pistas únicas (uma faixa vindo, outra voltando). Se o cara está à todo custo tentando a ultrapassagem onde nitidamente não dá, sem dar sinal de pisca, é porque muito provavelmente não está muito bem ou sabendo o que está fazendo. Nesses casos, não é raro que o motorista ou não lhe veja ou faça de conta que não lhe vê. 

Primeiro: esqueça a ira! Não adianta de nada você ficar com raiva do cara! Agora você tem de cuidar de sua vida e o resto não importa. Se o cara está decidido a ultrapassar, ele vai fazer isso nem que tenha de passar por cima de você. Então...

Segundo: reduza a velocidade. Sempre! JAMAIS, em hipóteses alguma, acelere. Com isso você dá mais tempo e mais espaço ao motorista para que complete a ultrapassagem. Nem que você tenha de puxar um pouquinho a moto para o acostamento... E aí a terceira dica: 

Terceiro: em último caso, recorra ao acostamento e, na pior das hipóteses, ao mato. Daí porque importante desacelerar sempre. É preferível você entrar no acostamento em velocidade menor ou atirar a moto ao mato quando quase parado do que rodando rápido. Lembre-se que o acostamento é normalmente "sujo", pois todos os detritos vão parar lá quando jogados pelos carros. Fora que a concessionária da rodovia normalmente vai se preocupar mais com a via em si, deixando para plano secundário o acostamento. Por isso, não raro os piores buracos você pode encontrar no acostamento. Assim, a baixa velocidade em uma situação crítica, é em 99,9% dos casos  recomendável. 

Está bem... Eu lhe entendo!

Eu sei que após ser quase atropelado é ato reflexo mostrar o dedo do meio para o motorista filho de uma mãe desnaturada, quando não querer xingá-lo mais de perto... Mas, pense! Isso resolve alguma coisa? Absolutamente nada! Se o louco resolver vir atrás de você, ele fará isso.  E aí é uma moto contra um carro. De quem você acha que será o prejuízo maior?

Enfim... Se você vê algum motorista fazendo "caca" e se aproximando, a atitude inteligente é sempre uma só: fique longe! 

Só assim você terá um outro carnaval para pular, outro ano novo para comemorar, outro natal.

Quanto ao bêbado... Bom! Deixe ele prá lá. Continuando assim, infelizmente é bem provável que não esteja mais aqui amanhã...

Você, continue vivo!

Até breve!



Nenhum comentário:

Postar um comentário