RECEBA AS NOVIDADES DO BLOG EM PRIMEIRA MÃO!

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

BMW F800GG Adventure e F800GS "normal" - um teste real com ambas motos

Muitos tem nos questionado se a F800GS Adventure vale os R$ 4.550,00 de diferença que são cobrados considerando os valores de tabela da mesma de R$ 47.900,00 conta os R$ 43.350,00 para a F800GS "normal". 


 
Claro que, na prática, estas contas podem não fechar, pois as F800GS muitas vezes podem ser encontradas em promoções zero km por R$ 39.900,00 à vista e a F800GS Adventure a R$ 46.000,00 à vista, o que já começa a deixar a diferença de valores ainda mais discutível.

Afinal, quais as principais diferenças da F800GS normal para a F800GS Adventure? E em que uma e outra diferem em termos de pilotagem no "on" e no "off road"? Enfim, valeria a pena comprar uma F800GS Adventure em detrimento da F800GS normal? Se sim, porque? E se não, porque? Quais os prós e contras de cada modelo? 

Fizemos mais um "teste real" (mesmo piloto pilotou uma e outra moto, para perceber os prós e contras de cada). Como nos consideramos pilotos "medianos", acreditamos que estamos dentro da realidade da maioria dos pilotos que se podem dizer "normais", e, ainda, afastados daqueles "testes de revista" feitos por pilotos profissionais, repórteres ou com matéria paga. Acreditamos termos, assim, a maior isenção possível, auxiliando desta forma na escolha final do futuro cliente da F800GS.  


Como a maioria das coisas na vida, tudo é uma questão de escolha e sobretudo de ponto de vista. Assim como há quem não abra mão de uma R1200GS Premium em detrimento de uma R1200GS Adventure, o mesmo acontece com estas duas irmãs - ou primas - menores do segmento GS das motos BMW. Quem opta pelo modelo "normal", tanto da F800GS quanto da R1200GS costuma defender que as "não adventures" são menores e, por tal razão, mais maleáveis, mais aptas ao off road e se encaixando melhor aos pilotos menores, sustentando que as da categoria Adventure são verdadeiros "elefantes" perto das versões mais, digamos, básicas. 

Alguma razão tais pilotos tem, muito embora chamar as maiores de "elefantes" ou adjetivos do gênero seja um tanto "xiita". 

Já tendo andado em uma e outra moto, tanto com relação as R1200GS Adventure x R1200GS "normais" quanto com relação a F800GS Adventure x F800GS "normal", posso afirmar categoricamente que a principal diferença entre uma e outra está no porte, sendo as Adventure's sensivelmente maiores do que as versões normais. Justamente isso que pode assustar os pilotos menores ou fazer com que um mais alto sinta-se bem mais confortável na versão Adventure de cada moto. 

Na prática, na pilotagem, observei que não se pode dizer ser uma efetivamente mais "ágil" do que a outra. O que verifiquei é que fundamentalmente essa diferença é sentida no psicológico do piloto. Sim! No psicológico, por mais estranho que isso possa soar.  Apenas pilotando-se uma e outra moto, preferencialmente no mesmo dia, que se pode afirmar isto, contrariando a maioria das outras assertivas.

O que ocorre é que as sensações transmitidas ao pilotar uma e outra moto nos fazem considerar que uma é mais "esperta" do que a outra, sobretudo em se tratando do off road, onde as versões menores parecem sempre levar grande vantagem.

Não é, contudo, uma verdade absoluta ou indiscutível. Como falamos, depende muito do ponto de vista de cada piloto. Pode até haver alguma diferença - também não há de se negar isto! - mas esta é bastante ínfima e tem seus lados positivos e outros MUITO negativos... O fato de você estar com uma moto "menor", sem uma grande carenagem a lhe proteger as pernas e uma grande bolha a lhe proteger o peito, faz com que o vento lhe chegue de forma mais direta, e, com isso, as sensações de pilotagem - o famoso "vento na cara" - se tornam bem mais evidentes. 

Se por um lado a F800GS Adventure (assim como a R1200GS Adventure) lhe leva a desfrutar de maior conforto (a F800GS Adventure tem banco mais alto e mais macio, bolha maior, protetores de mão, de motor, é um pouco mais pesada, mais larga, etc.) por outro lado o "desconforto" da F800GS normal lhe leva a ter mais vontade de subir nas pedaleiras e equilibrar a moto no off, como deve ser. Se por um lado a F800GS Adventure tem a opção de selecionar o modo "Enduro" justamente para o off road, a F800GS normal não tem, e lhe leva a desligar o ABS (e consequentemente o controle de tração) e aplicar as técnicas de off road, como deve ser.

Mas, como acontece na grande maioria das motos, as vantagens que uma leva no off road, desaparecem por completo rodando no asfalto, onde, bem ou mal, a grande maioria dos pilotos passará durante 90% do tempo de uma longa viagem. 

De saída, a falta de proteção aerodinâmica começa a ser sentida literalmente na pele, pois a pequena
bolha da versão normal da F800GS serve para quase nada, enquanto na F800GS Adventure, proporciona para pilotos de até boa estatura, conforto considerável, fazendo o vento passar por cima do capacete. Na modelo normal lhe empurra a cabeça e o peito para trás, exigindo mais esforço físico durante a pilotagem sobretudo em velocidades mais altas. 

Igualmente, se comparada a Adventure, a versão normal deixa suas pernas bem mais expostas ao vento, gelando-as em um dia frio. Já a Adventure parece ser moldada de forma a lhe encaixar na mesma, jogando o vento para longe do piloto. No meio da neblina, ou na subida de uma serra cheia de curvas e embaixo de árvores que fazem a temperatura cair uns quantos graus, o corpo agradece. Nesse mesmo quesito, também os protetores de mãos - apesar de pequenos na F800GS Adventure, item que verificamos poderia a BMW ter se esmerado para oferecer estes um tanto maiores - fazem com que o vento aparente e consequentemente o frio não seja tão perceptível quanto na F800GS normal. 

Some isso a autonomia de 200km a mais na F800GS Adventure, e você terá uma moto bem mais apta a percorrer longas distâncias de forma bem mais confortável do que na F800GS normal, onde enquanto nesta última a reserva já está sendo pedida na casa dos 250km rodados, na Adventure só vai acender a luz da reserva lá por volta dos 450 e muitos quilômetros rodados, quando o cansaço e o bom senso já lhe mandam parar.

Desta maneira, com esforço e pilotando sem se exceder no acelerador e mantendo uma velocidade de cruzeiro entre 110 e 130km/h, a F800GS normal com seu tanque de apenas 16 litros lhe dará uma autonomia de não mais do que 300 quilômetros - o que não é de todo ruim - enquanto que com a Adventure e seu tanque de 24 litros, lhe dará uma autonomia bem próxima a 500 quilômetros. Apesar de mais pesada/encorpada a Adventure não só parece como é mais econômica, ainda que viajando com os 3 cases (ao menos constatamos isto na prática nas motos que pilotamos, o que pode ser simplesmente uma questão de diferenças sutis na afinação dos motores, na gasolina, no estado das estradas rodadas, na tocada que nunca é idêntica de um dia para outro, temperatura, pressão do ar e diversas outras variáveis), talvez pela aerodinâmica sensivelmente melhor nesta por conta justamente das carenagens que fazem o vento contornar mais facilmente a moto ou, como dissemos, apenas regulagens e outros fatores externos. O certo é que a autonomia extra na Adventure pode ser fundamental quando se planeja uma viagem para localidades como o Atacama, Ushuaia ou a imperdível Ruta 40 de Bariloche para baixo. 

Além disso tudo, o banco mais confortável da F800GS Adventure, lhe permite rodar bem mais tempo durante o dia, ao contrário do da F800GS normal, onde você tem a nítida impressão de que falta espuma. Falta mesmo, porque ela é mais voltada ao off, a fazer com que você suba nas pedaleiras, como falamos antes.

Outro item que faz TODA diferença são os faróis de milha na F800GS Adventure. Para condução à noite, diria que são fundamentais. Depois de utilizá-los uma vez apenas, você começa a se perguntar como viveu tanto tempo sem os mesmos, os quais são igualmente bastante úteis nas ultrapassagens, impondo respeito a uma moto que resta efetivamente vista pelos motoristas. E, claro, dentro de neblina, nada melhor do que os mesmos a iluminarem um pouco mais o caminho ou ao menos tornar sua moto mais perceptível.  


Depois de todas estas constatações, começamos a perceber que a diferença de preços de agora apenas 5 ou 6 mil reais tem razão de ser e não é de forma alguma "pesada". 

Ou seja, resumindo à poucas palavras, se o que o piloto procura é maior conforto, quer mais autonomia e não lhe apraz tanto o off road ou o vento na cara, se é de maior estatura e sente que uma moto mais "encorpada" lhe veste melhor, então a F800GS Adventure é a melhor opção. 

Caso contrário, a F800GS estará mais do que de bom tamanho para encarar muito chão, de todo tipo.

De F800GS Adventure ou de F800GS "normal", o importante é sempre uma coisa só: rodar de moto!

E você? Vai de F800GS ou de F800GS Adventure? 

Até breve!


Crédito das fotos: 
A&K Motorcycle Rentals


 
Na A&K Motorcycle Rentals dispomos de ambos os modelos de F800GS, tanto a versão normal quanto a versão Adventure, para que você tenha a oportunidade de optar pela que melhor lhe convém.

Para cotações e locações a fim de realizar uma viagem ou mesmo para um test rider mais prolongado e efetivo, entre em contato conosco pelo e-mail aek@aekmotos.com 



21 comentários:

  1. Parabéns pela qualidade das informações aqui registradas nobre Flávio.
    Estarei inserindo link desta em nosso site pessoal www.motoaoxtremo.com.br, de forma a emprestar informações aos nossos visitantes.
    Sds

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Ruiter! É sempre um prazer compartilhar o pouco que a gente consegue aprender sobre essas belas máquinas! Abraços; Flávio

      Excluir
  2. Excelente relato e tira muitas dúvidas.

    ResponderExcluir
  3. É possível "vestir" a F 800GS normal com as carenagens da Adventure ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Elias. Possível é, mas não é econômico, nem prático, tampouco legal juridicamente falando, apenas "vestir". Primeiro, a parte jurídica, se "vestir", você vai estar transformando as características do veículo, tornando-o outro. Por conta disso, terá de alterar a documentação junto ao DETRAN. Segundo, para utilizar o tanque da Adventure, teria de comprar novo "subframe", que, importado, dá coisa de R$ 4.000,00, mais uns R$ 2.000,00 por baixo do tanque. Fora isso, as carenagens frontais mais bolha alta e suporte, protetores de mão e de motor, conte com mais uns R$ 6.000,00 a R$ 7.000,00... Enfim, como você vê, não é nem um pouco prático! Uma moto é uma moto, outra moto é outra moto. A melhor e mais econômica forma de tornar uma F800GS normal em Adventure é vendê-la, colocar mais um em cima, e comprar a F800GS Adventure, que, posso te dizer, é um espetáculo! Ao menos para o meu gosto, claro. Abraços! Flávio Diehl

      Excluir
  4. Parabéns pela reportagem.
    Agora resta uma duvida, saberia dizer se os acessórios (Farol de Milha, protetor de carter, protetor de motor, suporte para alforges laterais, banco confort, etc) que vem em uma Adventure se forem comprados para a 800 gs normal esta diferença de 5 a 6 mil reais valeria a pena? Sairia mais em conta qual situação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PONCE, como respondi a outro leitor acima, vale mais à pena comprar a Adventure direto, se você quer todos esses acessórios. Outra... Todo acessório que você coloca em uma moto, na hora da venda não recupera o valor. E normalmente acessórios de um modelo não servem em outro.

      Excluir
  5. Bela reportagem.
    Mais uma pergunta: Os suportes de baús top case e os laterais da Aventure aceitam baús que não sejam os originais? Ou seja de outras marcas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os únicos baús não originais que sei a F800GS Adventure aceitar e encaixarem-se perfeitamente são os da Idea Pro...

      Excluir
  6. Muito boa essas observações no teste das duas motos. No geral é o perfil de cada um que faz escolher essa e aquela moto. Assim como os mais jovens gostam mais das esportivas e os mais maduros, essas grande Adventure. Ainda acrescento algo novo que hoje existe nessas duas motos de muito importante, e o que me fez escolher a F800- Adventure. Fiquei surpreso com a Adventure, hoje 06/2015 está 6 mil mais cara, 39.000 e 45.0000 preço nas promoções desse mês. Acredite o seguro da Adventure no meu perfil, foi 1.000 reais mais barato. Quando questionei com o corretor ele me disse que a Adventure tem muito menos sinistro de roubo.

    Todas essas informações da Adventure é exatamente o que estou procurando, nem me fale, ficar parando em posto em posto para completar 12 litros de gasolina rss.. Ainda hoje que precisamos abastecer em postos confiáveis. Um bate volta nos 400 km, dar para colocar gasolina em casa no posto de confiança.

    Parabéns pelo artigo.

    Tony Zirr

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito dos comentários, com a isenção necessária.

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito da matéria sobre essas duas motos. Estou tendente a adquirir a 800 Adventure, mas indago se minha estatura de 1,71m não seria mais difícil para eu pilotar a adventure, especialmente na cidade e com um garupa.

    ResponderExcluir
  9. Acabei de decidir pela compra da Adventure depois de ler sua materia... minha duvida era sobre a facilidade de pilotagem na terra entre a normal e a Adv.e acreditei quando diz que é psicologica a diferença entre as duas. Outro item de preocupação: a altura. Hoje pratico enduro off road (tenho uma KTM 350) e nao da para abaixar muito uma moto dessas entao me viro na "escorregada" no banco pois tenho 1,68m de altura..... entao somando ai uma bota mais alta, um banco mais baixo e se isso nao for suficiente, baixar a mesa, creio que vou me virar bem na GS 800 Adventure. Me valeu muito sua materia! obrigada por compartilhar. ;)

    ResponderExcluir
  10. Muito boa a reportagem... Esclareceu muitas dúvidas minhas! Valeu!

    ResponderExcluir
  11. muito bom comentario, mas ja comprei gs 800 acredito so para uso urbano ela se encaixa meu perfil

    ResponderExcluir
  12. Voltando a este post para contribuir com minhas experiencias (mulher, 1,68cm mas piloto de enduro off road): vá de adventure em qq terreno. Ela foi perfeita na terra, com, pedra, com cascalho. Conforto na trilha com muita facilidade de pilotagem. bastou me uma bota mais alta , 3 cm e abaixei o banco, mais 3 cm. Nao precisei mexer na mesa. No asfalto cuido para nao parar em nenhum local onde haja desnivel, ate porque se isso acontecer com a adventure ou com a normal , nao da para segurar mesmo. Agora, "baixinhos" como eu, esquecam a garupa, tanto uma como a outra, tombando com garupa atras é tombo na certa! Ate uma proxima.

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pela reportagem teste!!Já tenho Uma F 800 GS Stander 2015 ( normal), como vou em Janeiro de 2017 para Ushuaia e pretendo trocar de moto, apesar do meus 1.70 de altura, vc me ajudou a decidir pela Adventure, quem sabe uma pequena adaptação, rebaixa-la, e ... gosto dos acessórios. Como os postos naquela região, Ushuaia, não são frequentes, os 24 litros do tanque são benção pura. Obrigado, Abrcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo... Apenas um adendo à sua afirmação. Não procede que os postos na região de Ushuaia não são frequentes. Não eram. Agora vc tem sim combustível a cada 150km, estourando 200km. Seja pela Ruta 03, seja por dentro ou mesmo pela 40. Ushuaia não é mais a mesma. Tanto que o trajeto de rípio para lá está beirando os míseros 50km, SE ainda tiver isso! De difícil mesmo, continua apenas o vento. Abraços!

      Excluir
  14. Ainda continuo com a Premium, sobre o conforto do banco, eu posso trocar e bota um igual da adventure! Más as duas motos são top de linha.

    ResponderExcluir
  15. Ainda na dúvida...rs.. Tenho 1.74m e sei que os baús laterais da BMW são uma nota! Tenho uma Transalp e acho a máquina sensacional. Entretanto, a 6ª marcha faz falta, mesmo que eu sempre ande a, no máximo, 120 Km/h. Mas quero pular para uma BM e estou pensando em comprar a "normal", colocar uma bolha alta da Motobolhas e um protetor de motor. Acho que o investimento não chega na diferença de preços entre as duas. E acho que ela também aceita baús da Givi, o que não sei se a Adventure é compatível. Texto excelente!!!

    ResponderExcluir
  16. tem 1 kit da givi,que adapta os suporte de baús laterais,f 800 adv.

    ResponderExcluir